Figurinos cênicos. Conheça mais esse nicho da costura. A voz da costura nº 03.

Não podemos afirmar que seja inexplorado, pois existem muitas pessoas trabalhando no nicho de costura de figurino cênico e com ótimos resultados.

Mas podemos dizer que não é algo muito comum e as companhias de teatro, atores, diretores e até mesmo produtoras sentem que existe uma certa dificuldade para encontrar profissionais dedicados ao tema e que realmente entendam do assunto.

Isso porque as excelentes habilidades em costura que uma pessoa possa ter não a habilita para costurar figurinos cênicos conforme é esperado e exigido pelo mercado que apresenta essa demanda e consome esses produtos.

Os figurinos usados por atores e atrizes, especialmente em teatros, são confeccionados com certas particularidades que visam agilizar a troca entre as cenas. Outro fato que pode ocorrer é que uma roupa precise ser sobreposta a outra, pois muitas vezes a substituição de figurino ocorre em pouquíssimos segundos.

Outro detalhe importante a ser observado são os acabamentos e os aviamentos que são usados, diferentemente de roupas de uso comum, os figurinos precisam ter muito mais atenção na sua facilidade de vestir e retirar do que em detalhes de acabamento. Um zíper invisível, por exemplo, é algo que não se aplica muito bem, pois pode trazer dificuldade para abrir.

A criatividade e, muitas vezes, a pesquisa histórica são pontos chave para uma pessoa que pretenda trabalhar costurando figurinos cênicos. O uso de materiais não convencionais e a criação de réplicas de vestes de época estão sempre presentes nesse nicho. E quanto mais criatividade a costureira ou costureiro tiver, mais próximo chegará dos anseios de um diretor ou de um figurinista.

Aliás, este é um ponto importante nesse trabalho. Quando uma peça teatral é criada na cabeça de um autor ou de um diretor ela já tem seus figurinos, já transita dentro de um cenário que ele criou em sua imaginação e cabe a costureira ou costureiro interpretar e materializar os figurinos aproximando-se ao máximo daquilo que foi criado e idealizado pelo autor ou diretor.

Veja abaixo a matéria do mês de janeiro da Voz da Costura e conheça e um pouco mais sobre esse nicho.